//Semi Joias x Bijuterias Finas: entenda a diferença!
  • semi joias

Semi Joias x Bijuterias Finas: entenda a diferença!

Toda mulher sabe o quanto um bom acessório pode ser crucial na hora de montar um look, ajudando a dar versatilidade ao guarda-roupa e um “up” todo diferenciado até mesmo naquelas peças mais básicas do vestuário.

Porém, no momento de escolher quais peças comprar é normal ter dúvidas entre as bijuterias finas e as semi joias – já que ambas possuem uma enorme gama de variedade e peças lindíssimas, que não deixam a desejar para nenhuma joia e ainda contam com um custo-benefício bem mais interessante.

Se você adora estar na moda, mas preza pela qualidade das peças que consome, continue a leitura e descubra, definitivamente, qual é a diferença entre bijuterias finas e semi joias e faça compras mais conscientes.

Qual a diferença entre joias, semi joias e bijuterias finas?

As joias, como todo mundo sabe, são aquelas peças feitas exclusivamente com materiais nobres, como a prata, o ouro e as pedras preciosas. Justamente por isso, seu valor é bastante alto e pode ser complicado “desfilar” com essas peças no dia a dia, devido à chance de assaltos.

As semi joias são peças que com estruturas feitas em materiais não nobres, como bronze, latão, estanho ou zamack, mas que recebem uma camada um pouco espessa de algum material nobre, que pode ser a prata, o ouro ou o ródio.

Já as bijuterias finas são feitas de materiais não nobres em sua base, mas passam pelo mesmo processo de fundição e acabamento das joias em ouro maciço.

Além disso, após o processo de fundição e do acabamento manual, essas peças ainda recebem uma série de banhos, como o banho de galvanoplastia, o banho de cobre base e mais alguns banhos químicos antes de receberem o banho final que pode ser em níquel free, palladium, prata, estanho, ródio ou ouro.

A diferença entre uma bijuteria fina e uma bijuteria comum está justamente em todo esse processo e nos banhos que a peça recebe, sendo que as bijuterias comuns costumam receber banhos com menos quantidade de metal – algumas sequer recebem esse tipo de tratamento, apenas contando com tintas que imitam a coloração do ouro ou da prata, por exemplo.

Quais as vantagens de cada uma das opções?

Agora que você já entendeu um pouco mais a diferença entre cada uma das peças pode estar se questionando sobre qual a opção ideal para o seu caso, não é mesmo? Responder a essa pergunta dependerá de uma série de itens relacionados ao uso que a peça terá, as suas preferências, a necessidade de versatilidade dos modelos, entre outros.

Veja algumas vantagens e desvantagens de cada uma das opções.

Joias

As joias são itens mais duráveis entre todas as opções, sendo que algumas possuem até mesmo garantia vitalícia. Outra vantagem é a exclusividade da peça. Apesar disso, essa opção possui alguns pontos negativos como o alto valor, a dificuldade em ser usada no dia a dia (devido ao risco de assaltos e perdas) e até mesmo a pouca variedade de modelos e opções.

Semi Joias

As semi joias possuem valores intermediários, sendo que alguns modelos podem ter um custo relativamente alto, principalmente aqueles com maior quantidade de ouro ou de prata, ou ainda que usem de pedras naturais.

Apesar disso, elas são muito semelhantes às joias verdadeiras e também podem passar por processos de restauração, já que existe um conhecimento sobre os materiais usados na sua fabricação.

As semi joias também apresentam uma maior versatilidade de modelos e uma durabilidade média.

Bijuterias finas

As bijuterias são as que possuem um valor mais acessível entre as três opções, além de uma enorme variedade de modelos, sendo muito indicadas para aquelas mulheres que adoram acompanhar as principais tendências da moda.

Como seu valor é mais acessível, fica mais fácil ter modelos variados que podem ser usados em diferentes ocasiões e ambientes, ajudando a variar os looks e o guarda-roupa.

Apesar disso, a durabilidade das bijuterias finas pode ser menor que o das joias (embora muitas vezes seja bem semelhante ao das semi joias, quando alguns cuidados específicos são tomados) e as possibilidades de restauração são menores, bem como o uso de pedras naturais nas peças.

Porém, as bijuterias são as opções mais seguras para serem usadas tanto no dia a dia, quanto em eventos e ocasiões especiais, já que possuem um valor mais acessível e uma menor quantidade de elementos nobres.

Como aumentar a durabilidade da bijuteria fina?

Embora as bijuterias finas tenham uma durabilidade menor que o de uma joia, esse tempo pode ser estendido com alguns cuidados básicos, como:

  • sempre retirar a bijuteria antes de tomar banho, realizar os seus afazeres domésticos ou trabalhar com jardinagem, por exemplo;
  • evitar o contato da peça com a água da piscina ou do mar, devido a presença de sais, iodo, cloro e areia que podem danificar, riscar e descascar o banho das bijuterias;
  • sempre aplicar cremes e perfumes antes de usar a sua bijuteria fina (e esperar até que os mesmos sequem);
  • guardar as bijuterias na embalagem original ou em porta-joias individuais, que sejam forrados com tecidos macios, evitando o atrito entre as peças;
  • evitar a umidade que pode escurecer a peça. Uma dica é colocar um pedaço de giz branco de lousa no porta-joias;
  • manter os pinos e tarraxas dos brincos sempre higienizados com álcool e algodão;
  • se você derrubar algum produto químico na sua bijuteria fina, limpe a peça imediatamente com água e detergente neutro e, em seguida, seque com um secador de cabelo em temperatura baixa;
  • as bijuterias que possuem pedras merecem cuidados especiais, evitando batidas que podem quebrá-las ou lascá-las.

Como escolher as minhas bijuterias finas ou semi joias?

Depois de ler esse conteúdo, você já decidiu qual é a melhor opção para o seu caso? Então veja algumas dicas essenciais para comprar as melhores bijuterias finas e semi joias:

  • sempre observe o acabamento da peça;
  • pergunte ao lojista sobre o fabricante ou a origem da peça;
  • observe o uso de materiais nobres, no caso das semi joias, como pedras e pérolas naturais;
  • verifique se a peça tem certificado de garantia;
  • procure informações sobre o metal utilizado na fabricação da bijuteria fina ou da semi joia;
  • verifique o polimento da peça e se a mesma não possui rebarbas ou inconformidades;
  • procure por bons revendedores e que sejam de confiança no mercado.

E, então, agora que você já sabe a diferença entre bijuterias finas, joias e semi joias ficou mais fácil se decidir pelo acessório ideal para o seu caso? Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais e ajude as suas amigas a entenderem as diferenças básicas entre essas peças!

2017-10-11T13:04:52+00:00

4 Comentários

  1. Maria Zilda Barbosa do Nascimento 25/10/2017 at 15:55 - Reply

    As peças são de muito bom gosto, gostaria de mais, e como faço para comprar?

    • Juliana Galvão 30/10/2017 at 15:16 - Reply

      Olá Maria, boa tarde! Você pode estar realizando sua compra aqui pelo site, ou através do WhatsApp. Enviamos por correio para todo o Brasil. 🙂

  2. Jubeline 29/10/2017 at 20:58 - Reply

    um dos vídeos que assistir hoje e gostei bastante foi https://youtu.be/0JCnfVHprfQ

  3. Folheados Luxo 11/01/2018 at 09:55 - Reply

    Eu particularmente prefiro as semi joias e os folheados a ouro!

Deixe seu comentário